Buscar
  • VO2 PILATES

Instrutor: Você pratica o que ensina para o seu aluno?

O estúdio VO2 existe há quase 4 anos e iniciamos nossa jornada na linha chamada de Contemporâneo. Erroneamente, muitos locais dizem usar essa linha para criar exercícios desconexos, sem segurança e que podem levar o aluno a riscos graves. Nossa base, mesmo enquanto eramos da linha contemporânea, foi uma base muito séria, que pensava antes de mais nada na segurança do aluno, sem ter que criar exercícios mirabolantes para agradar o praticante. Mesmo nessa época, eramos incentivados a treinar no nosso corpo os exercícios que iamos aplicar no aluno, para ter a consciência de quais as dificuldades ele poderia enfrentar para realizar o movimento. É de extrema importância que o instrutor treine e se mantenha ativo, tendo consciência dos exercícios e mantenha a sua saúde fisica e mental em dia para que possa ministrar as classes estando bem em todos os sentidos. Afinal, mesmo sendo instrutores, nós também somos seres humanos e temos nossas compensações no corpo certo? Eu, por exemplo (Robson) tenho escoliose, e descobri somente quando comecei a praticar Pilates e ouvi de uma Quiropraxista: Ainda bem que você pratica Pilates... O método me ajudou e ajuda muito, fisica e mentalmente e após fazer a mudança para o método tradicional, isso se tornou uma constante: Treinar, treinar e treinar (mínimo 3 x na semana) para manter meu corpo e mente saudáveis e assim, elevar o meu espírito! Acho que isso é um pouco da filosofia do Sr. Pilates com o método! A tríade do CORPO ,MENTE E ESPIRITO! Você estar bem com o seu corpo (não estéticamente, mas funcionalmente), esse treino, workout, prática, seja lá como queira chamar, te trazer um bem-estar mental e assim, elevar o seu espírito. A contrologia é incrível e Joseph Pilates um gênio muito a frente do seu tempo! Ele disse que seu método ia se tornar conhecido em 50 anos e estava certo! Por isso eu e todos nós aqui respeitamos a sua obra e procuramos menter o legado que foi construído por Joseph e aprimorado por sua discípula Romana Kryzanowska. Além de treinar constantemente, procuramos fazer classes com outros profissinais, sentir e aprender com o toque, o comando verbal, o olhar, o posicionamento em sala. Tudo é um aprendizado. Aqui no estúdio, nós amamos o que fazemos, e praticamos com prazer nos nossos corpos, para oferecer sempre um serviço com mais e mais qualidade e podermos nos colocar cada vez mais no lugar dos nossos alunos, para que eles se sintam acolhidos e em segurança.


29 visualizações0 comentário